Arquivo para setembro, 2010

Nova série: Raising Hope

Posted in Séries, Séries EUA, spoiler, TV with tags , , on setembro 27, 2010 by Krol

A nova comédia do canal Fox, “Raising Hope”, segue a mesma trilha deixada pela boa “My Name is Earl’, ou seja, a vida de uma família de classe baixa dos EUA e com um humor politicamente incorreto. Aqui a história gira em torno de Jimmy, um rapaz de 23 anos e sua tentativa de criar sua filha, Hope, ou como diz sua mãe no piloto, sua tentativa de mante-la viva.

Toda a família Chance é um amontoado de esteriótipos. A avó que tem algum tipo de demência e passa boa parte do episodio tirando a blusa, o primo que só quer saber de se divertir, e os pais que tem subempregos e estão juntos porque tiveram Jimmy quando tinham 15 anos. Essa é aprendia impressão que se tem, mas as coisas vão melhorando ao longo dos 20 e poucos minutos que dura o piloto.

Jimmy é simpático e seus encontros com Sabrina já projetam que muita coisa vai acontecer ao longo da temporada com esse casal no mínimo excêntrico. Mesmo com bons momentos doa demias personagens quem rouba mesmo a cena é Martha Plimpton como Virginia, a mãe de Jimmy. Antes de falar de sua boa atuação tenho que registrar que é com certa dor no coração que vejo uma Goonie vivendo a mãe de um protagonista. Voltando a atuação de Plimpton, ela começa a chamar a atenção na cena do carro quando faz uma curva para mostrar para o filho que ele não prendeu a cadeirinha de Hope, mas é quando canta para a neta que conquista de vez o coração do público.

Em um ano repleto de estréias de dramas de uma hora, “Raising Hope” é uma boa aposta e, de certa forma, segue o caminho do canal que deu a TV as duas famílias mais politicamente incorretas que existem, os Simpson e os Bundy.

Nova série : Lone Star

Posted in Séries EUA, spoiler, TV with tags , , on setembro 26, 2010 by Krol

Um charmoso trambiqueiro com duas mulheres, esse é o herói da nova série do canal Fox. Com algo tão vago como tema e um piloto que mostra ainda menos, não é de espantar que essa série esteja tão ameaçada de ser cancelada já na próxima semana.

A única coisa que funciona no piloto é o charme do personagem principal. Robert, vivido por James Wolk, é encantador e mesmo que o espectador saiba que ele destrói a vida de pessoas comuns, roubando as suas economias, o seu sorriso acaba conquistando a platéia. O problema é que sua fraqueza diante do pai acabam transformando o personagem em um ser ambíguo demais para a TV.

Para piorar um pouco a situação da série Robert tem duas mulheres. Cat é rica, seu pai é um empresário da área de petróleo, e ele termina o piloto se casando com Lindsey, moça simples do interior por quem ele se apaixona quando estava enganando várias famílias da cidade. A única semelhança enre as duas, além dele se dizer apaixonado por ambas, é o fato dele ter se encantado por elas durante esquemas que ele e o pai estavam armando para tirar o dinheiro de inocentes.

O piloto não diz nada e o charme de Wolk não é o suficiente para manter o piloto de pé. O restante do elenco está bem, mas a série tem cara mesmo de que vai ser cancela, a única coisa que pode salva-La é um segundo episodio bombástico, caso contrário acho difícil que consiga chegar ao terceiro.

A mãe de Lois Lane

Posted in Séries, Séries Brasil, Séries EUA, TV with tags , , , on setembro 25, 2010 by Krol

“Smallville”, que está entrando na sua décima temporada, anunciou uma ótima participação especial. Teri Hatcher, a Susan de “Desperate Housewives”, vai viver a mãe de Lois Lane. Por que essa é um ótima participação? Teri viveu durante anos Lois Lane na tv no seriado dos anos 90 “Lois & Clark” ou, na versão da TV Globo, “As novas aventuras de Superman”. Vai ser a Lois de ontem sendo a mãe da Lois de hoje, uma jogada de mestre dos roteiristas. A participação vai ao ar no oitavo episódio dessa temporada que tem como título “Abandoned”.

Nova série : Boardwalk Empire

Posted in Séries, Séries EUA, TV with tags , , on setembro 22, 2010 by Krol

Não existe na TV uma estreia com mais grife do que o novo drama “Boardwalk Empire”. Começando pelo canal que o exibe, HBO, passando por seu criador, Terence Winter (Sopranos), e terminando nos seus produtores Martin Scorsese e Mark Wahlberg, esse último o mesmo de “Entourage”. A trama é sobre a máfia em Atlantic City durante a lei seca nos EUA nos anos 20.

O primeiro episódio dirigido por Scorsese dá a impressão de se estar assistindo ao primeiro ato de um ótimo filme. A produção é caprichadíssima, a reconstituição de época não deixa a desejar a nenhuma grande produção cinematográfica e, para completar, o elenco está azeitado.

O eterno coadjuvante Steve Buscemi é a estrela da série como o tesoureiro de Atlantic City Nucky Thompson que comanda a máfia da cidade e circula entre as demasi máfias da época. O encontro dele com Lucky Luciano é ótimo. Para completar o panorama temos Mike, veterano da primeira guerra, que era para ser apenas a força bruta da organização mas de cara mostra que tem cabeça para o negócio.

“Boardwalk” está longe de ser uma convencional. Os custos se aproximam do cinema assim como o seu visual e ritmo. Para os que ficaram preocupados com o custo, algo que já matou a ótimo “Roma”, a HBO já renovou a série para uma segunda temporada. Ela vale cada milhão investido.

Nova série : Outlaw

Posted in Séries with tags , on setembro 19, 2010 by Krol

Quando assisti ao trailer de “Outlaw” há meses criei a expectativa de encontrar uma ótima série de tribunal, algo que suprisse a falta que de “The Practice” deixou. “The Good Wife” vem preenchendo parte desse buraco, e eu acreditava que a nova série que mostra um juiz da suprema corte americana que larga tudo para se dedicar a advogar por casos perdidos tinha todos os ingredientes para preencher o espaço que ainda falta. Infelizmente estava errada, pelo menos essa foi a impressão que o primeiro episódio da série deixou.

Os elementos para uma boa serie de tribunal estão lá. Jimmy Smits me conquistou sendo o presidente Santos em “The West Wing” e até está bem no papel de Cyrus Garza, mas o todo não dá liga. Tudo é muito jogado no primeiro episódio e até elementos que poderiam criar uma boa trama, como a divida de jogo de Garza, são tratadas meio por alto.

Os coadjuvantes também não funcionam muito bem. A tensão entre o advogado certinho e a investigadora sexy e competente parece uma cópia pálida da relação entre Cary e Kalinda de “The Good Wife”. Além deles ainda tem a advogada apaixonada pelo chefe e o amigo que não se entende muito bem da onde vem.

Para tentar complicar e colocar um pouco de suspense tem um homem misterioso perseguindo Garza e um senador que tenta, no inicio, manipula-lo. “Outlaw” tinha tudo para ser bonzão, mas é só uma cópia mais ou menos de outras série de tribunal, eu vou dar ainda mais uma chance, um dois ou três episódios, mas não parece que vá melhorar muito.

60 anos da TV brasileira

Posted in TV, `Tá na rede with tags , , on setembro 18, 2010 by Krol

Há 60 anos entrava no ar a TV Tupi, primeiro canal brasileiro de televisão. Aqui está nossa singela homenagem. Hebe Camargo, ainda morena, cantando com Ivon Cury.

Glee faz tributo a Rocky Horror

Posted in Séries EUA with tags , , , , on setembro 12, 2010 by rscarone

O episódio do dia 28 de setembro de Glee que fará homenagem a Britney Spears já recebeu muita atenção, mas não é o único episódio de homenagem planejado para a próxima temporada.

No episodio do día 26 de outubro, uma homenagem ao The Rocky Horror Picture Show – filme de 1975 altamente cultuado. O E! News confirmou que pelo menos dois atores do elenco do filme farão participação especial no episódio.

Barry Bostwick, que interpretava Brad Majors, e o cantor Meat Loaf serão administradores de uma rádio com uma proposta interessante para Sue Sylvester.

No começo dessa semana, Susan Sarandon, também fez parte do filme e disse que estaria interessada em fazer uma ponta no seriado!

Infelizmente, Tim Curry se recusa a ser lembrado pelo filme… uma pena.