Archive for the spoiler Category

Tiros que curam

Posted in spoiler, TV with tags , on janeiro 8, 2011 by Krol

“Grey’s Anatomy” voltou com tudo em 2011. O primeiro episódio mostra os médicos do Seatle Grace tendo que enfrentar seus fantasmas ao atender as vitima de um tiroteio em uma escola. É um bom episódio que colocou a temporada organizada para a sua reta final.

Nenhum dos casos que eles cuidam é espetacular, é um episódio mais focado na reação dos médicos do que, como de costume, fazer da doença uma metáfora. O tiroteio faz com que Cristina volte para uma sala de operação e volte a ser a Cristina que cativou os fãs. Eu já estava meio de saco cheio dela traumatizada, toda a temporada que ela é mantida fora de uma sala de operação é uma péssima temporada pera Cristina, o personagem não funciona. Lexie e Mark estão juntos novamente e voltaram a ser o casal fofo que eram antes da filha dele aparecer e atrapalhar tudo. Nesse episodio eles não tem muito destaque.

Callie e Arizona continuam separadas e vai ser um longo caminho até que essas duas voltem a ser um casal. Mesmo assim elas conseguem trabalhar juntas e salvar a perna de uma adolescente, isso tudo depois que Alex enfrenta o pediatra que queria cortar a perna da adolescente e coloca Arizona de volta a uma sala de operação no Seatle Grace.

O melhor do episodio é Meredith explodindo com Derek durante uma cirurgia falando que ela também passou por um grande trauma no dia do tiroteio no hospital e que ela sabe a dor dos parentes que aguardam notícias. É uma ótima cena e mostra que Meredith não saiu tão ilesa do tiroteio como vinha demostrando nos outros episódios.

Teddy casou mesmo com um paciente e pelo pouco que vimos isso ainda vai virar um grande romance. Tem muita cara de Danny e Izzie, mas espero que com um final bem mais feliz. Falando em futuro, existem alguns rumores na internet dizendo que Callie estaria grávida de Mark, seria um ótimo plot. E notícias, essas confirmadas, que ate o final da temporada papai Grey vai voltar ao hospital como paciente mais uma vez, Podemos esperar um bom episodio com Lexie e Meredith em algumas semanas.

 

Anúncios

Tristeza na comédia

Posted in Séries, Séries EUA, spoiler with tags , on janeiro 5, 2011 by Krol

O primeiro episódio de “How I Met Yoir Mother” de 2011 pegou os fãs, eu incluida, desprevinidos e fez muita gente chorar na última cena. Nada nos preparou para o que ia acontecer e nos sentimos como Marshal que fala “eu não estou preparado para isso”.

Fui uma dos muitos espectadores pegos completamente de surpresa pela morte do pai de Marshall. Não sabia que o episódio tinha um nome tão sugestivo – Bad News – e, mesmo tendo identificado muitos dos números, não reparei na contagem regressiva apresentada. Não fiquei revoltada ou chocada, mas essa morte depois de um episódio tão leve me fez lembrar  que há espaço para a tristeza nas sitcoms e que esses momentos são, normalmente, bem mais reais do que em qualquer drama de uma hora. Isso acontece porque a vida não é só um dramalhão e bad news surgem do nada e nos pegam despreparados exatamente como acontece nas sitcoms.

Depois do episódio, logo a primeira série que via em 2011, fui a internet ler as reações como sempre faço e só nesse momento vi que existia uma contagem regressiva em cada cena (aqui você encontra o local de cada número), mas mesmo que soubesse e tivesse identificado isso não amenizaria o choque. A trizteza deve continuar nos episódios que seguirão. Pra mim é uma sensação muito próxima do que senti no episódio em que onica descobre que não pode ter filhos em “Friends” ou quando Fran perde o filho em “The Nanny”.

Não esperava terminar uma meia de comédia com lágrimas nos olhos e foi isso que HIMYM me proporcionou. Agora estou ansiosa para ver como a história anda daqui pra frente.

A espera do último episódio

Posted in Séries EUA, spoiler with tags , on dezembro 8, 2010 by Krol

“Dexter” é uma série acima da média, é claro que teve e tem vários problemas, mas em cinco temporadas consegue manter a regularidade e alto nível. Falta só um episódio para acabar a quinta temporada e, como de costume, essa reta final está eletrizante.

Essa temporada foi um pouco diferente do que as anteriores, Dexter teve que lidar com a morte da Rita, o que valeu um primeiro episódio primoroso. Até descobrirmos quem é o grande adversário do nosso serial killer preferido demorou alguns episódios e isso não foi um problema. O grande mérito dessa temporada foi o ritmo certo para que os espectadores junto com Dexter pudessem absorver a morte surpreendente de Rita e as mudanças que isso trouxe.

Depois foi o momento de desenvolver Lumen aos poucos e criar os laços que a ligam a Dexter. Um dos meus grandes medos é que os roteiristas matem a Lumen no episodio que falta. Nela Dexter encontrou um par perfeito. Vai dizer que numa sexta temporada ver Dextar e Lumen matando juntos não ia ser uma ótima história?

Voltando a essa temporada. Quinn vai ter sérios problemas coma morte de Liddy. Em soluções que são a cara dessa série ele vai ser acusado de ter matado o ex-policial, ou você acha que aquele pingo de sangue no sapato foi por acaso? Se algo acontecer com Quinn a Deb vai começar a achar que é amaldiçoada.

Minha aposta para o ultimo episodio é que Deb vai achar que quem matou todos os envolvidos no assassinato das mulheres foi a Lúmen e que ela não vai prende-La porque concorda com o que ela fez. Seria o primeiro passo para Dexter contar para a irmã que é um serial killer. Será que é isso que nos espera na sexta temporada?

Espero ansiosamente o ultimo episodio desta temporada. Uma temporada que foi bem melhor do que a anterior e merece um final tão chocante como a morte de Rita.

O sofrimento de Dexter

Posted in Séries, Séries EUA, spoiler with tags on outubro 7, 2010 by Krol

A última temporada de “Dexter” só valeu pelo ótimo trabalho de John Lithgow com o serial killer da temporada. O restante da trama foi muito abaixo dos primeiros anos da série, e com um agravante, Rita se tronou uma mala. A cena final, com Dexter encontrando Rita morta e Harrison sentado em uma poça de sangue, fez com que todos os fãs ficassem ansiosos com a nova temporada. E toda a expectativa valeu a espera.

A quinta temporada começa exatamente onde a anterior terminou, ou seja, com Dexter encontrando o corpo de Rita. O primeiro episódio é maravilhoso, a tristeza de Dexter e a sua tentativa de lidar com a dor da perda e a culpa por ter sido, de certa forma, responsável pela morte da esposa, é genial. Quando ela mata o homem no banheiro em um acesso de raiva é ótimo. Ela ainda terá que lidar com o fato de ter assassinado um inocente.
A parte mais leve dessa volta repleta de dor é o flashback do primeiro encontro entre Rita e Dexter. Depois de assistir as cenas se descobre que eles foram feitos um para o outro, essa é a única explicação para que depois daquele encontro eles terem conseguido marcar um segundo.
O segunda episódio ainda é muito carregado da dor da perda, mas já é Dexter voltando a colocar sua vida nos eixos. A despedida dele das crianças é triste e acho que seria muito mais interessante ele criando as três crianças. No momento ele está só com Harrison, mas seria interessante ele tendo que lidar com uma adolescente e um menino.
“Dexter” parece ter voltado aos eixos, essa quinta temporada está prometendo.

Nova série: Raising Hope

Posted in Séries, Séries EUA, spoiler, TV with tags , , on setembro 27, 2010 by Krol

A nova comédia do canal Fox, “Raising Hope”, segue a mesma trilha deixada pela boa “My Name is Earl’, ou seja, a vida de uma família de classe baixa dos EUA e com um humor politicamente incorreto. Aqui a história gira em torno de Jimmy, um rapaz de 23 anos e sua tentativa de criar sua filha, Hope, ou como diz sua mãe no piloto, sua tentativa de mante-la viva.

Toda a família Chance é um amontoado de esteriótipos. A avó que tem algum tipo de demência e passa boa parte do episodio tirando a blusa, o primo que só quer saber de se divertir, e os pais que tem subempregos e estão juntos porque tiveram Jimmy quando tinham 15 anos. Essa é aprendia impressão que se tem, mas as coisas vão melhorando ao longo dos 20 e poucos minutos que dura o piloto.

Jimmy é simpático e seus encontros com Sabrina já projetam que muita coisa vai acontecer ao longo da temporada com esse casal no mínimo excêntrico. Mesmo com bons momentos doa demias personagens quem rouba mesmo a cena é Martha Plimpton como Virginia, a mãe de Jimmy. Antes de falar de sua boa atuação tenho que registrar que é com certa dor no coração que vejo uma Goonie vivendo a mãe de um protagonista. Voltando a atuação de Plimpton, ela começa a chamar a atenção na cena do carro quando faz uma curva para mostrar para o filho que ele não prendeu a cadeirinha de Hope, mas é quando canta para a neta que conquista de vez o coração do público.

Em um ano repleto de estréias de dramas de uma hora, “Raising Hope” é uma boa aposta e, de certa forma, segue o caminho do canal que deu a TV as duas famílias mais politicamente incorretas que existem, os Simpson e os Bundy.

Nova série : Lone Star

Posted in Séries EUA, spoiler, TV with tags , , on setembro 26, 2010 by Krol

Um charmoso trambiqueiro com duas mulheres, esse é o herói da nova série do canal Fox. Com algo tão vago como tema e um piloto que mostra ainda menos, não é de espantar que essa série esteja tão ameaçada de ser cancelada já na próxima semana.

A única coisa que funciona no piloto é o charme do personagem principal. Robert, vivido por James Wolk, é encantador e mesmo que o espectador saiba que ele destrói a vida de pessoas comuns, roubando as suas economias, o seu sorriso acaba conquistando a platéia. O problema é que sua fraqueza diante do pai acabam transformando o personagem em um ser ambíguo demais para a TV.

Para piorar um pouco a situação da série Robert tem duas mulheres. Cat é rica, seu pai é um empresário da área de petróleo, e ele termina o piloto se casando com Lindsey, moça simples do interior por quem ele se apaixona quando estava enganando várias famílias da cidade. A única semelhança enre as duas, além dele se dizer apaixonado por ambas, é o fato dele ter se encantado por elas durante esquemas que ele e o pai estavam armando para tirar o dinheiro de inocentes.

O piloto não diz nada e o charme de Wolk não é o suficiente para manter o piloto de pé. O restante do elenco está bem, mas a série tem cara mesmo de que vai ser cancela, a única coisa que pode salva-La é um segundo episodio bombástico, caso contrário acho difícil que consiga chegar ao terceiro.

Nova série : Hellcats

Posted in Séries, Séries EUA, spoiler, TV with tags , , on setembro 12, 2010 by Krol

Uma série sobre cheerleaders de uma faculdade em Memphis, parece não dar muito pano para a manga para se construir uma série, mas exatamente isso que o canal americano CW fez. “Hellcats” não estreou com o o buzz de outras novas séries, seu conceito não é original mas o piloto dá a sensação de que ela pode se tornar um daqueles guilty pleasures que vai conquistar muita gente.

Marti é uma estudante de direito que perde sua bolsa de estudos. Para conseguir continuar na faculdade ela se inscreve para ser cheerleader, posição que lhe dá uma bolsa esportiva. Claro que a pessoa que La substitui a odeia, que a capitã do time que parecia uma megera é uma fofa esquisita e que ela se destaca nos treinamentos e ensaios. Sim, a série tem todos os elementos de um filme adolescente da Sessão da Tarde e, incrivelmente, o piloto é bastante simpático.

Logo de cara já ganhamos um conflito que tem que ser resolvido nos primeiros capítulos. As cheersleaders tem que conquistar uma vaga em um campeonato, na verdade tem que ganhar a competição nacional para que o programa continue na faculdade e as bolsas ainda existam. Como a primeira etapa da competição vai acontecer já no segunda episodio, tudo indica que as Hellcats vão passar e que Marti vai se sair bem, uma reviravolta dessas, o fim das bolsas de estudo, é coisa para o final de temporada.

Não sei bem como uma “Hellcats” pode se sustentar por muitas temporadas, mas sei que estarei ligada no próximo episodio. São uns 40 minutos de diversão maniqueísta e adolescente combinada com muitas coreografias.